19 Set 2018

Gerenciamento de Cores para Estamparia

green pantone colour of the year rug 7

 Por ser um processo de impressão delicado, ainda com a tecnologia avançada a ESTAMPARIA, seja ela digital ou analógica, sublimática, transfer ou impressão direta, ainda sofre com inúmeros defeitos causados pela falta de controle, entre eles, os mais temidos são os problemas relacionados com a cor.

Entre os problemas de cor encontrados na ESTAMPARIA podemos destacar:

  • Falta de fidelidade de cor entre o produto final e a criação do design;

  • Falta de fidelidade de cor entre os equipamentos de estampa;

  • Falta de repetibilidade;

  • Cores apagadas;  

  • Tons que deveriam ser neutros aparecem avermelhados, esverdeados ou azulados;  

  • Cor preta sem intensidade;

  • Perda enorme de tempo tentando reproduzir a cor de amostras trazidas pelo cliente final;

  • Desperdício de tempo dos equipamentos de produção para realizar amostras ao invés de estarem produzindo de fato;

  • Dificuldade em utilizar um equipamento auxiliar como geração de amostras pois, se realizadas por este equipamento, a produção final não consegue obter o mesmo resultado;   

  • Dificuldade em alcançar cores Pantone;

  • Desperdício de tinta ao reproduzir as cores ao passo que poderia reproduzir o mesmo resultado com menos tinta;

  • Alto desperdício de tecidos, papéis, tintas, energia elétrica tentando reproduzir a cor por tentativa, erro e acerto.  

estamparia digital 7Por muitas vezes, mesmo após realizadas calibrações e perfilamentos, é comum encontrar queixas de que essas calibrações não duram por muito tempo (seja por alteração no equipamento de estamparia, como cabeça de impressão, alinhamentos, matrizes ou inconsistências naturais no processo) fazendo com que o operador tenha dificuldade em fazer com que o comportamento da estampa volte aos resultados originais. Este tipo de dificuldade faz com que um padrão não seja alcançado, forçando com que o operador constantemente precise fazer alterações nos arquivos digitais, por exemplo:

O vermelho que antigamente era alcançado com 100% de Magenta e 100% Amarelo agora precisa ser alterado para 100% de magenta e 90% de amarelo. Isto com certeza faz com que haja uma descrença no processo de gerenciamento de cores e é comum ouvir:  

dress

 

- "Ah, não adianta fazer gerenciamento de cores! Mesmo eu fazendo todo este processo que me gera uma perda de tempo, toda vez preciso ficar alterando meus arquivos."

 

Todos sabemos que estes problemas são graves, entretanto é com se acostumar com eles, fazendo com que sejam parte do processo de produção. Para remediar tais problemas crônicos (isto mesmo, remediar, pois não são atacados em sua origem) são criados mecanismos caros, de tentativa, erro e acerto a cada entrada de produção.  

 

E se fosse possível reduzir ou até mesmo eliminar esses problemas? Existe uma solução de fato?  

pano2

Para responder a estas perguntas é necessário ir na origem do problema. A cor faz parte da física e assim como qualquer grandeza na física ela pode ser controlada por números. O grande problema é que por mais que se invista ou não em gerenciamento de cores dentro de uma estamparia, o resultado final não é medido e controlado. Não estamos aqui falando em mudanças de softwares RIP e equipamentos de medição, como é comum encontrar, mas em inserir de fato um sistema auxiliar que transforme, calcule e meça as cores sugerindo correções sempre que uma variável atrapalhar este funcionamento.  

Somente desta forma é possível encontrar e difundir um padrão de cores, fazendo com que as cores possam de fato serem impressas e estampadas sempre com o mesmo comportamento.

A DeltaE é especializada em gerenciamento de cores e sistemas de controle auxiliares que visam solucionar todos os problemas apontados aqui. Após uma implantação de gerenciamento de cores é comum encontrarmos o seguinte quadro:

  • Fidelidade de cor entre o produto final e a criação do

    problem solved 2
  • design baseado em normas de controle de cor internacionais;

  • Fidelidade de cor entre os equipamentos de estampa, podendo ser utilizados para dividir a produção, por exemplo, metade da produção em cada equipamento;

  • Repetibilidade após espaços de tempo;

  • Cores vivas e controladas;

  • Tons neutros e cores de memória coerentes, por exemplo: céu azul, prata e metal neutro, grama verde, cor de pele, etc;

  • Cor preta com intensidade;

  • Reprodução rápida de amostras trazidas pelo cliente final;

  • Maximização do tempo dos equipamentos produção destinados exclusivamente a produção;

  • Facilidade em utilizar um equipamento auxiliar como geração de amostras obtendo o mesmo resultado na produção final;   

  • Facilidade em alcançar as cores Pantone;

    almofadas web
  • Economia de tinta;

  • Economia de tecidos, papéis, tintas, energia elétrica;

  • Fácil recalibração dos equipamentos de impressão após troca de materiais como cabeça de impressão, tintas, papéis, matrizes e inconsistências naturais no processo;

  • Manutenção dos valores originais dos arquivos digitais após criação de perfis e recalibrações.

 

Entre em contato AQUI e receba dicas de como solucionar suas dificuldades.